A chegada dos dentinhos

IMG-20170820-WA0006

Por Ana Carolina de Resende

Oi pessoal hoje ao ver o sorriso da nossa Beatriz me lembrei de dialogar com vocês acerca dos dentinhos.

Bem. Aprendi na literatura a respeito que a arca de leite se desenvolve até os 03 anos, e que os primeiros despontam do sexto ao nono mês, o que como tudo em um bebê não é regra. Por exemplo, no caso da Bia, no quinto mês nasceram dois dentinhos na parte inferior e agora antes de chegar ao nono mês já apontou um na área superior.

Há casos inclusive de bebês que nascem com dentes, os chamados dentes natais. E outros iniciam esse processo ainda no primeiro mês são chamados de dentes neonatais.

Na idade de 03 anos é possível que a criança já tenha 20 dentinhos, sendo dez superiores e os outros dez inferiores.

Como a Beatriz não teve febre percebemos que os dentinhos estavam a caminho em razão da vontade que ela teve de coçar a gengiva levando objetos à boca, além do excesso de salivação. Outros sinais são gengiva avermelhada, inchaço, falta de apetite seguidos de choro e irritabilidade.

Quanto à escovação começamos assim que saiu o primeiro dentinho. Antes quando não havia dentinhos nós higienizávamos com gaze e água (envolvendo a gaze a ponta do seu dedo mindinho os pais conseguem fazer a higienização).

Gaze ou dedeira embebida em soro fisiológico deve integrar a rotina do pimpolho desde sempre. Mesmo que seu bebê só mame no peito, higienize a boquinha dele após cada mamada, inclusive à noite, quando a produção de saliva cai, diminuindo a proteção natural contra germes. Esse hábito ajuda a prevenir a chamada cárie de mamadeira.

Resolvi levar Beatriz a uma prima que é mãe e odontopediatra Dra Denise Mendes. Ela informou que hoje pela Associação Brasileira de Odontopediatria, se preconiza o uso de creme dental com 1100 pm de flúor, sendo importante observar a quantidade, ou seja, pouquíssimo (o tamanho de um grão de arroz).

Usar o creme dental 1 vez ao dia com flúor antes de dormir e após as refeições com creme dental sem flúor.

Em razão de não saber cuspir o bebê pode engolir essa espuma com flúor. O mineral já está presente na água e em alguns alimentos, porém, o excesso pode desenvolver acúmulo no organismo pode provocando a fluorose, que causa defeitos no esmalte dental, como manchas. O uso do fio dental é usado assim que a maioria dos dentes forem nascendo, e os enxaguantes bucais só entram em cena após os 6 anos.

Mesmo que a criança tenha apenas um dentinho é importante a higienização.

Eu acredito ser a escovação um hábito que passa de pais para filhos, portanto, papai, mamãe e família vamos dar bons exemplos.

Tudo faz parte do desenvolvimento do seu bebê devendo ser bem acompanhado pelos pais o que torna a rotina e novidades mais tranquilas para ambos.

Autor:

Advogada licenciada, filha, esposa e mãe. Atualmente assessora jurídica, estudante de psicopedagogia e Visão sistêmica. Apaixonada por textos, diálogo, cotidiano, vivências e viagens.

2 comentários em “A chegada dos dentinhos

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s