Intolerância a Lactose

IMG-20170926-WA0040

Olá amigos! Hoje eu trouxe para vocês uma receitinha de pão de liquidificador que não leva leite.

Tenho observado nos grupos de pais que a intolerância a lactose é muito comum.

Acreditem, pesquisas mostram que 70% dos brasileiros apresentam algum grau de intolerância à lactose, que pode ser leve, moderado ou grave, segundo o tipo de deficiência apresentada.

A foto retrata pães feito pela Jack, mãe do querido Erik.

Importante! Intolerância à lactose é o nome que se dá à incapacidade parcial ou completa de digerir o açúcar existente no leite e seus derivados. Ela ocorre quando o organismo não produz, ou produz em quantidade insuficiente, uma enzima digestiva chamada lactase, que quebra e decompõe a lactose, ou seja, o açúcar do leite.

Como consequência, essa substância chega ao intestino grosso inalterada. Ali, ela se acumula e é fermentada por bactérias que fabricam ácido lático e gases, promovem maior retenção de água e o aparecimento de diarreias e cólicas.

É importante estabelecer a diferença entre alergia ao leite e intolerância à lactose. A alergia é uma reação imunológica adversa às proteínas do leite, que se manifesta após a ingestão de uma porção, por menor que seja, de leite ou derivados. A mais comum é a alergia ao leite de vaca, que pode provocar alterações no intestino, na pele e no sistema respiratório (tosse e bronquite, por exemplo).

Tenho observado bastante os dois casos não só em crianças, mas em adultos também.

A intolerância à lactose é um distúrbio digestivo associado à baixa ou nenhuma produção de lactase pelo intestino delgado. Os sintomas variam de acordo com a maior ou menor quantidade de leite e derivados ingeridos.

Tipos

1) Deficiência congênita – por um problema genético, a criança nasce sem condições de produzir lactase (forma rara, mas crônica);

2) Deficiência primária – diminuição natural e progressiva na produção de lactase a partir da adolescência e até o fim da vida (forma mais comum);

3) Deficiência secundária – a produção de lactase é afetada por doenças  intestinais, como diarreias, síndrome do intestino irritável, doença de Crohn, doença celíaca, ou alergia à proteína do leite, por exemplo. Nesses casos, a intolerância pode ser temporária e desaparecer com o controle da doença de base.

O diagnóstico pode ser feito de três maneiras:

  • Teste de tolerância à lactose: o paciente recebe uma dose de lactose em jejum e, depois de algumas horas, são colhidas amostras de sangue que indicam os níveis de glicose.
  • Teste de hidrogênio na respiração: o paciente ingere uma bebida com alta quantidade de lactose e o médico analisa o hálito da pessoa em intervalos que variam de 15 a 30 minutos por meio da expiração. Se o nível de hidrogênio aumentar significa um processamento incorreto da lactose no organismo.
  • Teste de acidez nas fezes: o exame de fezes é realizado normalmente, pois se a pessoa ingeriu alimentos com lactose, teve os sintomas e procurou auxilio médico, é porque a lactose não foi bem digerida produzindo ácidos que podem ser detectados nas fezes.

Dicas aos portadores de intolerância a lactose e aos papais de filhos com essa intolerância:

  • na medida do possível, o leite não deve ser totalmente abolido da dieta;
  • os rótulos dos alimentos, assim como as bulas dos remédios devem ser analisados devido ao fato de muitos conter leite na composição e respectivamente fórmula;
  • leite de soja, de arroz, de aveia não contém lactose;
  • leite de vaca não entra como ingrediente do pão francês e do pão-de-ló;
  • verduras de folhas verdes, como brócolis, couves, agrião, couve-flor, espinafre, assim como  feijão, ervilhas, tofu, salmão, sardinha, mariscos, amêndoas, nozes, gergelim, certos temperos (manjericão, orégano, alecrim, salsa) e ovos também funcionam como fontes de cálcio;
  • comer de tudo um pouco é a melhor forma de manter o suporte de nutrientes necessários para a saúde e bem-estar do organismo.
  • Não existe cura para a intolerância à lactose, mas é possível tratar os sintomas limitando os produtos com leite ou derivados.
  • Se a intolerância não for grave, o indivíduo não precisa excluir da dieta qualquer alimentos que contenha lactose.  Aos poucos a pessoa descobre quais alimentos lácteos ela pode ingerir sem sentir tantos sintomas.
  • Hoje já temos diversos produtos no mercado sem lactose como queijos, requeijão, iogurtes, leites, biscoitos, pães, bolos, entre outros. Outro substituto para o leite são as bebidas vegetais, entre elas o leite de arroz, leite de amêndoas e o leite de castanhas.
  • O uso de probióticos ou alimentos contendo probióticos, pode trazer beneficios para  os portadores de intolerancia à lactose, já que estas bactérias iniciam a “quebra” da lactose, melhorando a digestão do alimento. Algumas cepas probióticas tem efeito favorável melhorando os sintomas de pacientes com intolerância à lactose secundária, como dor abdominal, diarreia e absorção da lactose. O ideal é a indicaçao por medico e/ou nutricionista para utilizar alguma dessas substâncias.

Fonte: drauziovarella.com.br

Receita

Pão de liquidificador

Ingredientes
Rende: 2 pães de 355 g

  • 1 xícara de água
  • 1 ovo
  • 3 colheres (sopa) de açúcar
  • 3 colheres (sopa) de óleo
  • 30 g ou 2 tabletes de fermento biológico fresco ou de padaria
  • 1 colher (chá) de sal
  • 5 xícaras de farinha de trigo

Modo de preparo
Preparo:15mins  ›  Cozimento: 30mins  ›  Tempo adicional:30mins descansando  ›  Pronto em:1hora15mins 

  1. Em um liquidificador, adicione a água, o ovo, o açúcar, o óleo, o fermento e o sal. Bata bem até obter uma mistura homogênea.
  2. Transfira a massa para uma vasilha grande, e vá acrescentando a farinha aos poucos e amassando bem.
  3. Modele dois pães e coloque em uma forma untada com óleo e deixe descansar por meia hora em um lugar abafado e morno, não quente.
  4. Asse em forno preaquecido a 180º C, por meia hora.

Fonte: allrecipes.com.br

Autor:

Advogada licenciada, filha, esposa e mãe. Atualmente assessora jurídica, estudante de psicopedagogia e Visão sistêmica. Apaixonada por textos, diálogo, cotidiano, vivências e viagens.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s