Amor – Doação

images

Por Ana Carolina de Resende

Bom dia, amigos dialogues. Hoje em uma leitura da homilia diária refleti sobre o amor, a doação sem esperar nada em troca. O que me remeteu ao amor de mães e de outros cuidadores. A liturgia nos mostra a alegria do senhor, a alegria de quem o segue. Se depositarmos nossas esperanças no outro frustraremos, mas depositando a em Deus teremos a resposta. Convido a todos no dia de hoje experimentar a alegria do senhor, dar mesmo sem receber e amar incondicionalmente. Experimentemos o amor de mãe o sentimento de realização pelo fato de ser em prol do outro. Paz e bem a todos!

Incentivo à leitura

 

Bia Leitura

Por Ana Carolina de Resende

Hoje é um dia especial, Dia Nacional do Livro Infantil, venho relembrar a todos vocês a importância do incentivo a leitura.

A escolha da data trata-se de uma justa homenagem a Monteiro Lobato, escritor vinculado ao Pré-Modernismo brasileiro que contribuiu com obras célebres deixando um enorme legado para a literatura em razão da sua dedicação à literatura infantil no Brasil.

Assim o dia 18 de abril, data do nascimento de Monteiro Lobato foi instituído o dia oficial da literatura infanto-juvenil no Brasil.

Visando a iniciação da leitura é nos primeiros anos de vida que se deve incentivar a paixão pelos livros. Crianças menores adoram ouvir histórias, ainda mais se elas forem contadas de forma animada e divertida. Até o segundo ano de vida, os livros devem ser ricamente ilustrados, de preferência com gravuras que façam parte do universo infantil.

A Beatriz está encantada com as ilustrações trazidas nos livros infantis, ainda não dá muita atenção às histórias, mas passeia com os exemplares para todos os lados da casa e solta boas gargalhadas ao visualizá-los.

Nesta fase da vida, os pais devem se encarregar de contar as histórias e também de apresentar os livros às crianças, ajudando-as a manuseá-los e mostrando a elas as ilustrações.

Que tal começar hoje? Leia uma boa história para seus filhos e conte aqui como foi. Paz e bem a todos.

 

A arte de dois ser um

5

Por Ana Carolina de Resende

O tempo me ensinou a ser elástico moldar-me com as situações da vida. Somos constantemente submetidos a alterações voltando desses reformados e muitas vezes acrescidos. A cada situação vivida conquistamos um novo adereço a alma que aqui chamarei de sabedoria. Na linha da vida acumulamos experiências. O casamento é uma experiência de vida. No meu caso veio exatamente acrescer a minha forma, trazendo a ela novos componentes, auxiliando o meu desenvolvimento como pessoa. Hoje eu e Alan comemoramos 04 anos de casados. Juntos nós demos início a uma nova comunidade familiar onde temos possibilidades de aprender e ensinar e o melhor formar pessoas. Acredito que cada um é responsável por seu núcleo doméstico, podendo juntos fazer um mundo melhor com mais amor e menos violência. Somos chamados a sermos complacentes. Hoje comemoramos bodas de Flores e Frutas. As flores delicadas denotam cuidados e prudência com a relação Já as frutas estão relacionadas à  vitalidade, pois, assim como as flores quanto mais cuidados tem-se, mais elas duram e permanecem firmes e apetitosas. Estou grata a Deus pela família que formamos junto a Beatriz nosso maior tesouro. Agradeço a você amor por partilhar os dias comigo, o seu amor me cura e seu carinho me eleva. Te amo! Que venham mais quantos dias forem necessários.

“Braveza Incontrolável”

bebê Irritado

Por Ana Carolina de Resende

Beatriz completou 16 meses. Desde a gestação nós, aqui em casa, baixamos o aplicativo do babycenter. Eu confesso que não leio com tanta frequencia como no início, mas acho super válido e deixo como dica a vocês pais para que cadastrem e sigam. É muito bom fazer o acompanhamento da gestação por ele. A gente fica ansioso e chega a pular para às próximas semanas lendo as dicas. Na gravidez eu achei fantástico e mesmo após o nascimento, como é o nosso caso, vocês podem continuar acompanhando.
Beatriz é normalmente bem tranquila,  porém esta tendo uns surtos de raiva que nos fez pesquisar sobre e foi exatamente o que achamos no babycenter proveniente dos exatos  1 ano e 4 meses que ela está o que mais nos ajudou. No site chamaram de: Braveza incontrolável. Mostra-se: “Você sempre achou que, por ser uma mãe calma, obviamente ia ter um filho comportado, certo? Errado, porque até a mais boazinha das crianças tem chiliques e acessos de fúria nesta idade.
Você não tem como controlar o comportamento do seu filho a todo momento. Por um lado, são impulsos normais, mas por outro você vai precisar contê-lo.
Quando ele atira objetos ou até se atreve a bater em você, é seu papel ajudá-lo a se controlar e expressar o que está sentindo de um jeito mais adequado.
Tudo para crianças dessa idade é exagerado. Quando estão invadidos por muitas emoções negativas, demonstram que estão prestes a ter um ataque de birra: parece que procuram a bronca, para depois se acabar de chorar. Assim que a crise de choro termina, a criança se sente melhor”.
Desta forma pessoal é nosso papel ajudar os bebês a controlar suas emoções e expressar. Realmente vão acontecer esses acessos de raiva, vamos observando e moldando da melhor forma. Paz e bem a todos !!!