Bia fez 2!

site

Por Ana Carolina de Resende

Pequena maçãzinha,

hoje completa dois anos do seu nascimento, não vou atrever a dizer que passou rápido, pois foram muitos momentos vividos durante todos esses dias.

Fui contemplada a ser sua mamãe, gerar-te, cuidar-te, ensinar-te, há tantas coisas maravilhosas agregadas à criação de um filho que se torna impossível descrevê-las.

Beatriz você é um presente precioso, é meu potinho de ouro escondido no fim do arco íris. Chegou acrescendo muitas cores aos meus dias, agregando responsabilidades a minha vida me fazendo buscar a paz de corpo e alma.

Eu e seu pai temos tanto a passar a você e tanto a aprender. Você veio inaugurar mais uma etapa da minha vida e arrisco a dizer que será a mais bonita delas.

A cada ano torna-se mais gostoso tê-la conosco, digo que a interação e a fala que aproximam os dois anos de vida de um bebê é apaixonante. E assim os dias vão sendo vividos.

Desde a sua chegada observo a você e analiso a mim. Tento manter a consciência e equilíbrio mesmo nos dias difíceis, propondo Viver um dia de cada vez, degustando o tempo sem pressa.

Louvando mesmo os momentos de dor ao seu lado, pois através deles evoluímos. O passado passa o presente vive e o futuro está por vir.

São dois anos de amamentação, desde o primeiro momento que esteve em meus braços você amamentou e segue até hoje. Só nós sabemos que todo esse tempo envolve algo muito mais profundo do que alimentar. Por isso eu peço as pessoas que ainda não entendem o porque de todo esse tempo amamentando, apenas respeitem, pois eu garanto que significa muito. E é o que realmente importa.

Filha eu desejo a você muita saúde, que você possa ter uma infância repleta de aventuras, regadas a muito amor.  Desejo a você chuva fina, boas leituras, bolas de sorvete, balanço, pula pula, banho de mar, banhos de cachoeira, céu estrelado, caminhos a percorrer, muitos amigos, oportunidades de estudo, felicidades… Mamãe te ama muito e aonde você estiver lembre-se estarei sempre em seu coração.

“os dois maiores presentes que podemos dar aos filhos são raízes e asas” (Hodding Carter).

O medo que paralisa

Por Ana Carolina de Resende

Ao me tornar mãe da Beatriz, percebi com o passar dos dias que os medos e preocupações relacionados a ela cresciam dentro de mim. E conforme eu refletia, essas preocupações aumentavam causando um enorme desconforto.

De posse deste sentimento busquei equilibrar esta aflição empoderando-me de conhecimento, lendo vários artigos e estudos a respeito. Foi quando as coisas começaram a ficarem mais claras e aliviei o peso que estava em minhas costas e os entraves em minha mente.

As leituras me fizeram entender que as preocupações podem realmente serem saudáveis na medida em que elas nos tornam precavidos nos protegendo de algum período, porém a ansiedade e preocupação excessivas (a falta de uma ameaça autêntica) podem vir a nos trazer efeitos muito ruins. E foi quando eu percebi que podemos criar nossos filhos sem instituir situações ilusórias de perigo, trabalhando o modo de encarar as ocasiões do dia a dia.

Aprendi que podemos treinar nossa mente a encontrar fatos alternativos, podemos ainda, cultivar estado mentais positivos trazendo assim paz a alma e tudo isso acompanhado ao controle do que pensamos.

À medida que o medo nos rouba a energia para resolver o problema devemos dosá-lo.  E uma das formas é compreender que o fato natural do sofrimento está ligado à existência humana cabendo a nós lutar quando for possível, mas jamais exterminar o que é preciso ser vivido, escolha adaptar-se.

A busca de informação tem me auxiliado a lidar com as adversidades na vida de mãe e por esta razão, compartilho hoje essas simples palavras com a intenção de poder ajudar a tantas pessoas que sofrem com o tormento do medo após a chegada de seus filhos.

O meu desejo é que possamos nos livrar da culpa ao munirmos de conhecimento na busca do saber lidar com determinadas situações, buscando ajuda profissional e usando nosso tempo livre com boas leituras.

“A mente é um lugar em si mesma, e em si mesma pode fazer do céu um inferno, e do inferno, um céu” (John Milton).

Paz e bem!

IMG_20181105_181804631.jpg

Seja gentil

Por Ana Carolina de Resende.           “Hoje é o Dia Mundial da Gentileza, data que tem a ver com o dia da abertura da Worldwide Kindness Movement, uma conferência realizada em Tóquio em 1997 para a promoção da gentileza no mundo”. Abuse da gentileza de uma forma que os seus atos inspire às pessoas a sua volta. Desejo uma terça linda a todos 🌼 E você já praticou a gentileza hoje?IMG_20181113_080547_103