Desmame com respeito

Screenshot_20190121-110618.png

Por Ana Carolina de Resende

Após Beatriz completar 02 aninhos começamos o desmame respeitoso. Eu havia ouvido no decorrer destes anos várias dicas relativas a tomar alguma medicação que cessasse o leite ou deixar a criança com alguém até que ela pudesse desvincular do ato de mamar, mas confesso que nenhuma dessas opções foi acolhida em meu coração.

A decisão de amamentar Beatriz até os dois anos sempre foi uma constante e de repente tirar, de forma brusca, não soa legal. Coloquei-me por diversas vezes no lugar da minha filha e fiz comparações de como é para um adulto tirar algo repentinamente.

Sem pressa de obter êxito, fui tirando aos poucos as mamadas. Primeiro deixei de amamentar pela manhã, quando ela acorda pedindo eu ofereço outro alimento. Percebemos que o fato de ela estar junto à mesa durante o café da manhã serve como exemplo e estímulo para que ela possa alimentar-se, construir o hábito e esquecer a mamada.

Segundo, foi tirar a livre demanda. Comecei a conversar com Beatriz que as mamadas não seriam mais a todo o momento ou quando tivesse vontade. Fomos formando limites de tempo hora e lugar.

Os horários que encontramos maior dificuldade foram as mamadas antes do sono da tarde e a noite. Como o costume foi mamar antes de adormecer ela chorava com a falta. Notei ainda, a diminuição do dormir como se Beatriz não soubesse como pegar no sono sem o estimulo da amamentação.

Nesta hora é preciso muita paciência e amor para que possamos descobrir várias formas de ajudar a criança adormecer. Seja com livros e luz apagada seja ainda com uma canção ou até mesmo o carinho de um colo.

Estamos a um mês do desmame respeitoso e posso dizer que Beatriz está entendendo com a “combinação” que fizemos durante este tempo que o leite será somente à noite, uma única vez, antes de dormir. A idéia é: primeiro diminuir até eliminar.

Algo importante a ser dito é não busquem datas o nosso corpo juntamente com o coração demonstram a idade e hora certa de começar o desmame. Eu havia tentando outras vezes, mas foi quando eu realmente senti que estávamos prontas que desmame começou a fluir.

Esqueça a pressão social e ouça o seu coração. O mais importante é desenvolver uma relação de amor, confiança e acima de tudo respeito com o seu pequeno.

Paz e bem!

Autor:

Advogada licenciada, filha, esposa e mãe. Atualmente assessora jurídica, estudante de psicopedagogia e Visão sistêmica. Apaixonada por textos, diálogo, cotidiano, vivências e viagens.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s