A casa de hóspedes

IMG_20191204_102433_518

 

A casa de hóspedes é um poema do poeta persa Jalal Al-Dinn Rumi e vem nos trazer a capacidade da aceitação de várias experiências. Uma forma de tolerar as contradições.

Nesta perspectiva Robert L. Leahy também nos ensina uma alternativa para o aspecto univalente do “Ou eu gosto ou eu não gosto” detalhando acerca do reconhecimento de que existe espaço suficiente para conter as contradições.

A técnica de abrir espaços permite a aceitação de tudo o que vier e de tudo o que sentimos. Maravilhoso né? Convido a todos a abrir espaços, comece hoje 🤗. ” A vantagem de abrir espaço para as emoções é não precisar mais sentir a necessidade de reduzi-las a uma única emoção”.

Autor:

Advogada licenciada, filha, esposa e mãe. Atualmente assessora jurídica, estudante de psicopedagogia e Visão sistêmica. Apaixonada por textos, diálogo, cotidiano, vivências e viagens.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s